Um projeto e uma solução


Gerenciar um projeto na construção civil é um desafio e tanto! Não é por acaso que o setor movimenta a economia, já que abrange uma variedade de empresas e fornecedores. Da areia ao acabamento, a preocupação maior dos arquitetos, engenheiros e empreiteiros tem sido com a gestão da obra em busca de reduzir custos e melhorar o desempenho da equipe. A tecnologia abraçou o mercado da construção e não deve largar tão cedo.

 

A gestão móvel de projetos não é novidade, mas é presença obrigatória nas empresas da área. Com a indústria entrando na era 4.0, não poderia ser diferente com a construção civil, já que se torna fundamental manter todas as informações do projeto ao seu alcance em qualquer tempo: seja no canteiro de obras, no escritório ou em uma reunião com fornecedores ou empreiteiros. Além de eliminar papéis e o trânsito de documentos, engessando os processos, facilita o acompanhamento do trabalho por permitir resolver problemas e controlar a execução de tarefas com efetividade.

A partir disso, o leque somente tende a crescer. A inteligência artificial e a computação cognitiva permitem que os computadores realizem atividades completas abrindo possibilidade de agregar dados visuais do canteiro e analisa-los que forma eficiente para gerar insights sobre segurança, qualidade, uso de equipamentos e rastreamento de progressos. Assim, a inspeção da obra se torna digital e pode até contar com a comunicação instantânea entre equipe da obra, escritório e operadores. A partir do conceito de connected jobsites é possível monitorar tudo o que ocorre no canteiro de obras, desde o gerenciamento de máquinas, equipes e informações, enviar modelos 3D e atualizações de projetos para evitar os erros de comunicação.

E por falar em 3D, abrem-se cada vez mais possibilidades para o uso da realidade aumentada para os futuros proprietários visualizarem os ambientes de forma clara no projeto, visualizando e coletando informações em tempo real. Existem inúmeros aplicativos desenvolvidos especificamente para a construção civil, que permitem que o usuário interaja com objetos ou componentes de construção através do smartphone, com possibilidade de medir ou calcular o nivelamento de superfícies.

A visão geral e inspeção dos canteiros de obras também recebem uma onda de tecnologia com o uso de drones que permitem acesso de forma rápida e eficiente. Estima-se que os drones possam gerar uma economia de 50% nas inspeções realizadas ao longo de uma obra e a tendência é que seu preço seja reduzido em função da variedade de modelos e que mais empresas do setor incorporem o equipamento à sua rotina.

O fato é que a Internet da Coisas (IoT) ingressa de vez no cenário da construção para permitir uma gestão mais eficiente. A interação entre objetos inteligentes e humanos pensantes é fundamental para que haja uma integração dinâmica e integrada que garanta uma gestão de equipes e do canteiro de obras, bem como a execução estratégica de serviços e o aumento da segurança no trabalho. O resultado ainda é incerto, mas já que pode vislumbrar uma previsão otimista de que prazos sejam encurtados, problemas previstos e informações sincronizadas.


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS