Encontro como o medo - Leonardo Pasqual Colle


O que você vê quando se olha no espelho? Se você imagina que esta será mais uma história de “Espelho, espelho meu”, errou feio! O Lobo no Espelho de Leonardo Pasqual Colle é uma coletânea de contos para tirar o leitor do conforto diário e questionar sobre a origem do medo. O que está por trás do mistério? De onde vem as suas feras escondidas? O lobo visto no espelho é a fera que devora cada um, mas que muitos insistem em não ver. Escondida, sorrateira, é aquilo que consome todos nós.

Como você despertou para escrever um livro de terror?

Há cerca de 7 anos comecei a criar uma história e a achei interessante. Não lembro como ela surgiu, mas resolvi começar a escrever, pois vi que tinha potencial, embora nunca consegui termina-la. Acredito que tinha escrito metade da história inicial quando fui fazer intercâmbio e retornei com outras coisas na cabeça. Logo que voltei, ganhei um livro de aniversário que reacendeu em mim o desejo de criar histórias. Não parei mais. Escrevo terror/mistério por preferência pessoal. Gosto do imprevisível e dos elementos que instigam a pessoa a pensar sobre o enredo depois de ter lido.

 

O que os leitores encontrarão em O Lobo no Espelho?

É uma coletânea de contos. Alguns são mais curtos e outros mais longos, com histórias isoladas que criam situações de terror e mistério em que nem sempre tudo termina bem ou tem um final feliz. De modo geral, os contos apresentam diferentes abordagens do terror, sendo que alguns caminham para o sobrenatural e outros focam no terror psicológico, com menos sofrimento físico para os personagens e maiores perturbações para os leitores. Todos estão alinhados com o tipo de conteúdo que gosto de consumir em livros ou filmes. Espero que os leitores gostem!

 

Que dicas você daria para quem deseja escrever um livro?

Tudo parte de uma ideia e um desejo. É diferente quando essa necessidade de escrever um livro parte de dentro, do próprio escritor, e não ocorre por uma pressão externa. O desenvolvimento acaba sendo prazeroso e não trabalhoso. É importante, para mim, ter um lugar para ficar bem à vontade para escrever. Na minha experiência pessoal, sei que costumo ter um melhor rendimento quando consigo escrever sozinho em casa, ou no escritório, em completo silêncio. Ler outras obras, especialmente as clássicas para buscar referências, e assistir filmes ou séries do gênero sobre que se escreve também ajuda bastante a expandir as ideias e fornecer inspirações.

 

Podemos esperar outros lançamentos?

Certamente. Tenho um material pronto, inclusive, que pretendo transformar em um livro. Ao contrário de “O Lobo no Espelho”, uma coletânea de contos, pretendo focar em histórias únicas, ou seja, uma grande obra de ficção. Ainda não posso dar mais detalhes no momento, mas espero continuar escrevendo e expandindo meu repertório, provavelmente aprofundando a escrita no gênero do terror e da ficção. Também continuo divulgando contos curtos na Revista Êxito. O livro poderá ser adquirido em breve em Videira, na Livraria Recanto do Livro e na Escola Gennius/Comecinho de Vida.


COMENTÁRIOS