Viver é melhor que sonhar - Jamil Albuquerque

E você? Como desfruta da poesia em sua vida?

Ascendente astrológico: você sabe o seu?

Que atire a primeira pedra aquele que nunca deu uma olhadinha no horóscopo do dia para ver o que o destino reservava para o seu signo. Ou, então, quem nunca condenou um tagarela a ser geminiano e uma pessoa vaidosa a ser leonina? Mas você sabia que o seu ascendente pode falar muito mais sobre como você é visto pelos outros do que o próprio signo solar? Isso porque é ele quem dita a forma como uma pessoa se apresenta para o mundo.

O Peso de uma vida - Leonardo Pasqual Colle

Sem eu saber, haviam convidado para o jantar um senhor que mora na rua, cego e solitário... Um homem estranho, na verdade, que sempre me deixou desconfortável. Tenho tido muita dor nas costas, e durante o jantar senti que ele olhava para mim sem parar, com aqueles olhos opacos no fundo de um rosto enrugado.

A opinião do outro ajuda mesmo?

Diariamente somos bombardeados por postagens, discussões e ideias sobre todos os tipos de assuntos. Alguns nos interessam mais do que outros, mas não é difícil se sentir quase na obrigação de esboçar uma opinião formada sobre questões que nem sempre queremos debater ou entendemos o suficiente. Na busca por fazer parte e ser relevante, podemos nos distanciar de nós mesmos. Por isso, conversamos com a coach de liderança Liz Cunha, cujo trabalho é focado em desenvolver pessoas e reconectá-las ao que realmente importa individualmente.

Ainda vale a pena anunciar em revista?

Anunciar em uma revista pode parecer algo antigo e não mais viável para algumas pessoas. Mas se ainda existe, é porque ainda vale a pena! Quer saber como?


Nono livro mais vendido de todos os tempos - Jamil Albuquerque

Para você, caro leitor, qual o maior teste de qualidade de um produto? Sendo um bom observador, talvez você –– assim como a maioria dos estudiosos do assunto –– também já tenha chegado a conclusão de que o maior teste de qualidade é o teste do tempo.

A máquina de fazer doido - Bolinha Antonio Carlos Pereira

Nos dias atuais, difícil imaginar nossa vida sem tevê. Estudos sociológicos, teses de mestrado e mil teorias buscam explicar aquilo que todos sabemos: o povo gosta de lazer, informação, cultura e tudo isso está ali, ao alcance do controle remoto. Conectada à internet, ela oferece possibilidades que ainda nem imaginamos.

Vida de ventos e velas - Jamil Albuquerque

Há um ditado romano que diz : “quando não houver vento, reme . Se tiver vento, ajustes as velas”. Ou seja, faça alguma coisa pra dar certo. Se falhar, falhe tentando; pelo menos você terá a certeza que fez o que tinha que ser feito. A palavra crise, na língua portuguesa, tem a mesma raiz que a palavra critério, que vem de crinós, do grego. Em tempo de crise é tempo também de critério – sinônimo de juízo, de bom senso – e de crítica. Que é investigação , pesquisa, procura. Em tempos de crise deve se ficar mais atento, pesquisar mais, ter mais critério.

O corvo branco - Leonardo Colle

Não foi nem uma e nem duas vezes que ouvi a história do corvo branco. É um conto antigo em nossa família, que os pais contam para os filhos irem para a cama cedo, afinal “ele só aparece a noite”. Os mais antigos, porém, garantem que não é só um conto, mas algo real. Um mal presságio que antecede a morte.

A CENTÉSIMA - Bolinha Antonio Carlos Pereira

O ano é 2003. A cidade é Videira, no Meio-Oeste Catarinense. Reunião em família com muita discussão, dúvidas, deliberações, e enfim a decisão: fazer Comunicação com maiúscula, oferecendo qualidade nos serviços prestados e materiais elaborados.